#49 - Conheça as vantagens dos geradores Diesel portáteis aplicados como estacionários

operário utilizando bomba de drenagem

No post anterior vimos que a conjuntura econômica, política e climática inspira cautela e planejamento para gestão de uma provável crise energética.

E neste cenário, para quem deseja flexibilidade, uma solução desponta como melhor alternativa em termos de custo/benefício em relação aos convencionais geradores estacionários. Se ao invés deles utilizarmos um gerador portátil, vantagens podem ser obtidas nas seguintes situações:

- Economia com instalações adicionais: quando uma determinada infraestrutura é planejada com geradores antes de sua construção, fica fácil providenciar as instalações complementares que são necessárias para um gerador estacionário, tanto em termos de sistemas elétricos quanto bases de concreto e outros elementos físicos. Mas quando isso não acontece, “encaixar” um gerador estacionário pode ser um problema, exigindo reforma no local, o que por sua vez pode impactar em outros processos. O gerador portátil por sua vez, é “plug & play”. Não precisa de construções de concreto nem alvenaria para se instalar e já possui todos os sistemas de conexão e painéis elétricos necessários.

- Menor espaço ocupado na planta: além de não precisar do espaço habitualmente necessário para toda a instalação operacional, um gerador portátil pode operar fora de área coberta. Na verdade, este tipo de equipamento é feito para operar em qualquer lugar. Então, em situações onde não há espaço suficiente na edificação, os geradores portáteis podem ser instalados em locais externos, que normalmente não seriam aproveitados. Suas carenagens são reforçadas e isoladas, de modo que a ação de intempéries não afeta o desempenho ou a durabilidade do maquinário. Existem muitos casos onde vemos geradores estacionários instalados ao relento, mas eles não foram projetados para resistir ao sol, frio e chuva por muito tempo.

- Redução de custos de refrigeração e exaustão: justamente pelo fato de poderem ser instalados fora de locais fechados, isto simplifica as necessidades de exaustão e dissipação de calor. E estes sistemas por sua vez, já são muito melhor integrados no projeto de um gerador portátil.

- Agilidade na instalação: do mesmo modo que a carenagem de um gerador portátil é feita para resistir ao tempo, também é pensada para alta mobilidade. Eles são constantemente transportados de um lugar para outro, possuem olhal para içamento já integrado à carenagem, e uma vez posicionados no local, já podem começar a funcionar. A maioria dos modelos também pode ser movida de um local para outro com uma simples empilhadeira.

- Fácil manobrabilidade: se o assunto é lidar com contingências de energia, a possibilidade de transferir ou reposicionar o gerador se torna interessante. Isso não é possível com geradores estacionários. Os geradores portáteis, por sua vez, são muito mais adequados a instalações temporárias.

- Autonomia: existem modelos de geradores de energia portátil, cuja autonomia chega a 8 horas em média, podendo chegar a até 17 horas, dependendo do modelo, sem necessidade de tanque externo. Isto também simplifica as instalações e otimiza sua operação.

- Redução de custos com mão de obra: como consequência do fato de não necessitarem de instalações específicas, terem grande autonomia e serem facilmente reposicionados, os gastos com mão de obra associados a um gerador estacionário são drasticamente reduzidos.

- Redução de custos de manutenção: mesmo em um ambiente industrial que seja agressivo, um gerador portátil estará num ambiente muito menos severo que um canteiro de obra. Os ambientes de construção civil exigem muito dos equipamentos, pois estão expostos ao calor, poeira, impactos e reposicionamentos constantes. Um ambiente “estacionário” sempre exigirá pouco da resistência do gerador portátil, que precisará de muito menos manutenções que um gerador menos robusto.

- Maior vida útil: consequentemente, pelo exposto acima, além de menos manutenções, um gerador de energia portátil terá um tempo de vida muito superior.

- Maior valor de revenda: em situações de emergência ou temporárias, o investimento em um gerador portátil possui a flexibilidade de poder ser convertido em um bom valor de revenda. Os geradores portáteis foram desenvolvidos para uso por várias empresas diferentes, por meio do mercado de locadores de equipamentos. Portanto, um equipamento que tenha trabalhado como estacionário, é considerado “praticamente novo”.

Facilidades de crédito: com o aquecimento do mercado de construção civil nos últimos anos, algumas marcas tradicionais investiram em fábricas no Brasil, trazendo a facilidade de aquisição pelo FINAME e BNDES.

- Sustentabilidade: com a evolução do LEED (conheça mais lendo o post #44), os geradores portáteis passaram a embarcar cada vez mais itens de responsabilidade ambiental, como menor emissão de poluentes e projetos de chassis 100% vedados e certificados, garantindo que não haverá vazamentos de fluidos para o solo, o que no caso de geradores estacionários convencionais é uma grande preocupação.

operário utilizando bomba de drenagem

Forjados nos ambientes desafiadores e exigentes da construção civil, os geradores de energia portáteis evoluíram para se tornar interessantes para outros mercados. Apesar de seu custo inicial de aquisição ser em geral superior ao de um gerador estacionário, há que se analisar o CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE, onde pelos aspectos que avaliamos neste post, o resultado financeiro pode ser muito melhor.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Loading
Conheça Nossos Canais:








 

VÍDEOS EM DESTAQUE

Assista o vídeo
Atlas Copco - Geradores QAS 360 / QAS 550
Assista o vídeo
Atlas Copco - Geradores QAS 360 / QAS 550
 

Sobre o blogER

O blogER, é um blog feito para engenheiros e profissionais da construção civil. Para saber as novidades do setor de energia portátil, entre no nosso blog, e também nos acompanhe nas redes sociais.

 
 

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Nome:

Comentário: